O tema seguro viagem é muito importante porque quando falamos de viagem, uma das maiores preocupações que temos é de que não ocorram imprevistos, não é mesmo? Dentre eles podemos destacar problemas com voo, problemas com hospedagem, mau tempo, roubo e problemas de saúde.

Para a maioria dos imprevistos, as soluções podem ser resolvidas com o dispêndio de alguma quantia em dinheiro no momento e pronto, apesar da dor de cabeça o problema está resolvido ou pelo menos compensado.

No caso de problemas de saúde, dependendo da gravidade, a solução não é tão simples assim. Um resfriado pode ser amenizado com alguns comprimidos e vitaminas, mas um internação pode custar muito caro e acabar não só com a sua viagem, mas com boa parte dos seus recursos.

Além disso, dentro da União Europeia existe uma regra, chamada de Tratado de Schengen, entre alguns países onde o turista não europeu é obrigado a ter um seguro viagem contratado que valha durante toda sua estadia nesses países e tenha cobertura mínima de €30.000,00 para despesas médicas e com saúde.

Importância do seguro viagem

Dicas para encontrar um seguro viagem mais barato

Compare diferentes planos de seguros viagem

O Vou no Mundo é parceiro do Seguros Promo, que é uma plataforma online bastante confiável que consolida as informações de todas as seguradoras, e possui um comparador de coberturas e preços, onde o cliente define a melhor opção para seu perfil de viagem! Faça sua cotação e garanta o menor preço.

Usando o cupom VOUNOMUNDO5 você ganha 5% de desconto na contratação do seu seguro, isso devido à parceria que temos com eles para ajudar nossos leitores a economizarem em suas viagens.

Você pode fazer uma comparação de seguros completa, detalhada rápida e de forma descomplicada usando o site do Seguros Promo. Assim você analisa qual dos seguros apresentados possui o melhor custo benefício para você.

Você também pode pesquisar pelo custo de alguns procedimentos médicos no país de destino, o que inclui o custo de uma consulta médica, uma diária no hospital, intervenções cirúrgicas ou mesmo imprevistos com a gravidez.

Viagem ao exterior
foto: Dino Reichmuth on Unsplash

Veja os detalhes das coberturas do seguro viagem de cada plano

É importante que você saiba o custo com despesas de saúde no país que você pretende visitar. Isso é necessário para que você saiba o quanto terá que desembolsar caso ocorra uma eventualidade.

Boa parte dos seguros cobrem as despesas médicas sem que você precisa pagar do seu bolso para, então, ser reembolsado pela seguradora. Porém, se o seu seguro não te dá essa opção, não tem outra forma de você ser atendido sem ser gastando do seu dinheiro.

Fique atento a todo o tipo de cobertura que seu plano te oferece, especialmente se você está viajando para praticar esportes radicais ou atividades que tenham mais chance de causar acidentes. Os procedimentos nesses casos podem não ter cobertura em alguns seguros.

Veja se o seguro está adaptado ao perfil de sua viagem

Cada viagem requer um tipo de seguro diferente, isso porque você pode estar pagando por assistências que não fazem sentido para o seu tipo de viagem.

Leve em conta cada opção se você está indo fazer uma viagem com crianças, intercâmbio, viagem de negócio, férias com a família e prática de esportes radicais e de aventura.

Utilize um cupom de desconto

Como eu mencionei acima, nossa parceria com o Seguros Promo nos permite oferecer um desconto de 5% para nossos leitores que usarem o cupom VOUNOMUNDO5 para adquirir pacotes de seguro no site deles.

Cupom de desconto Seguros Promo

Escolha pagar via boleto bancário

Se você optar por pagar via boleto bancário você ainda ganha mais 5% de desconto no Seguros Promo. E esse desconto pode ser usado junto a nosso cupom de desconto VOUNOMUNDO5.

Viaja com frequência? O seguro viagem anual Multi Trip pode ser a melhor opção

Para quem viaja com frequência para o exterior, o ideal é contratar um seguro único, sem precisar ficar contratando um seguro por viagem.

Com um plano de Seguro Viagem Anual Multi Trip, você pode ter até 60% de economia.

O Seguro Viagem Anual atende às exigências burocráticas de todos os países, sendo válido em qualquer parte do mundo. Assim, você garante cobertura para viagens de até 30 ou 60 dias de duração, dependendo do plano contratado, durante o ano todo.

Veja mais detalhes do Seguro Anual Multi Trip.

O que é o Tratado de Schengen?

Existe um acordo entre 26 países europeus que estabeleceu a livre circulação de dos visitantes entre os países participantes, sem a necessidade de ficar passando pela imigração toda vez que entra e sai de algum desses países.

Porém, existem algumas regras que os turistas precisam cumprir e uma delas é a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem, que seja vigente para toda a estadia do turista dentro desses países, no valor mínimo de € 30.000.

Essa regra garante que o visitante tenha condições de pagar por algum eventual despesa médica que possa ser necessária durante sua viagem, incluindo também casos de óbito.

Os seguintes países participam do Tratado:

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Os únicos países europeus que não participam do Tratado atualmente são: Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária, o que não torna menos necessário a contratação de um seguro para visitar um desses países.

Qual a diferença do seguro do cartão para o seguro viagem da seguradora?

O seguro do cartão de crédito é quem escolhe qual o plano que seu cliente pode usar, isso sem contar que muitas vezes a cobertura oferecida pelo cartão não é a ideal para a viagem que o segurado está fazendo.

Sem contar que esse é um serviço adicional do cartão, o que faz com que a maioria dos cartões trabalhem com um serviço de reembolso, caso você precise de algum tipo de assistência médica, você terá que arcar com os custos do procedimento e depois ser reembolsado. Como muitos viajantes não dispõem de quantias elevadas para cobrir os altos custos das despesas médicas no exterior, isso pode se tornar um problema ainda maior para o segurado.

As seguradoras são mais flexíveis e permitem que você escolha o plano que melhor te atenda e mais se encaixe no perfil da sua viagem. Isso garante a cobertura ideal dos serviços que você precisar.

O seguro viagem possui toda assistência em caso de necessidade, como médico, passagens e hotel para acompanhantes, direcionamento da rede hospitalar mais próxima e, em caso de traslado de corpo, uma fatalidade que infelizmente pode acontecer, a seguradora cuida de todo o processo.

Vale a pena utilizar apenas o seguro viagem do cartão de crédito?

Eu não considero uma economia esse tipo de serviço prestado pelos cartões de crédito, especialmente por se tratar de algo inflexível e, muitas vezes insuficiente. Acredito que valha a pena desembolsar um pouco mais na contratação de um seguro viagem do que ficar dependendo de um seguro no qual eu precisarei pagar por todos os procedimentos para depois ser reembolsado.

Sem contar que nas principais empresas do mercado – como Visa, Mastercard, American Express – esse serviço está disponível apenas para portadores das bandeiras superiores, como platinum e black.
Outra burocracia envolvendo o seguro viagem do cartão de crédito é que a passagem precisa ser comprada pelo cartão em questão e deve ter duração máxima de 30 dias. Isso já inviabiliza boa parte da cobertura para quem pretende fazer intercâmbio (colocar link do intercâmbio). Além disso, esse tipo de seguro não costuma cobrir despesas referentes a gravidez ou prática de esportes.

Meu conselho é que você esteja bastante atento a esse benefício, caso opte por não contratar nenhum outro tipo de seguro. Ligue para a central de atendimento do seu cartão, informe que você estará viajando e qual o período da viagem e solicite as condições gerais da cobertura de do seguro viagem disponibilizada.

E para finalizar, compare também o seguro das operadoras de cartão de crédito com os planos das seguradoras. As seguradoras são vantajosas porque são especializadas em viagem e possuem planos muito mais completos, com maior personalização e mais opções de cobertura.

Qual a diferença entre Seguro Bagagem Complementar e Suplementar?

Pode parecer bobeira, mas existe uma diferença entre o seguro de bagagem complementar e o suplementar quando sua bagagem é extraviada.

Seguros Bagagem Complementar: como o próprio nome diz, esse tipo de seguro completa a indenização paga pela companhia aérea até o valor estabelecido na apólice.

Ex: se sua apólice estabelece que o valor pago é de R$600,00 e a companhia aérea paga R$250,00, você receberá do seguro um valor de R$350,00 de indenização.

Seguro Bagagem Suplementar: esse seguro te paga o valor estabelecido na apólice, independente do valor que você recebeu da companhia.

Ex: se sua apólice for no valor de R$600,00 para extravio bagagem e a companhia aérea lhe pagar R$250,00 de indenização, você irá receber os RS600,00 da seguradora mais os R$250,00 da companhia aérea, totalizando R$700,00 de indenização.

Bagagem extraviada
foto: JESHOOTS.COM on Unsplash

Qual a diferença entre plano de saúde, seguro saúde e seguro viagem?

Planos de saúde são serviços para o dia a dia de uma pessoa. Normalmente elas oferecem cobertura apenas para o estado onde o cliente contratou. Muitos desses planos possuem cobertura nacional ou internacional, mas os valores são muito mais altos e desnecessários para pessoas que não viajam com frequência.

O seguro saúde possui cobertura para despesas referentes a consultas, exames, internações, análises clínicas e outras despesas especificadas de acordo com o plano contratado.

Já o seguro viagem é o ideal para que vai viajar, já que ele cobre despesas médicas de urgência e emergência e muitas outras eventualidades, como extravio de bagagem, traslado médico, traslado de corpo e até indenização em caso de acidentes que resultem em invalidez permanente ou morte do segurado.

O que está incluso na cobertura de despesas médicas?

Esse é um tipo de cobertura validada e autorizada apenas para eventualidades e despesas médicas hospitalares durante uma viagem.

Não estão previstas despesas com consultas médicas de rotina, como as visitas periódicas ao cardiologista, ginecologista e etc., bem como consultas para obtenção de receitas médicas visando à prescrição de medicações tomadas habitualmente como, por exemplo, anti-hipertensivos, hipoglicemiantes orais, anticoncepcionais, entre outros, com exceção das consultas diretamente relacionadas a um quadro clínico de emergência.

Despesas médicas com seguro saúde
foto: Allie Smith on Unsplash

Como é feita a cobrança das despesas hospitalares ?

Principalmente nos EUA, cerca de 95% dos casos de cobrança, a mesma é feita dentro dos hospitais e de forma desmembrada. Assim, a emissão das faturas cobranças são feitas de forma separada para cada procedimento realizado.

Se segurado fizer, por exemplo, um exame de sangue, a cobrança será feita pelo laboratório responsável pelo exame e se ele também precisar de uma radiografia, a empresa será feita por outra empresa e assim por diante.

Assim, não é de se estranhar que o paciente receba inúmeras faturas diferentes para um único problema de saúde. Sendo assim, é preciso estar atento a esse processo e guardar todas as faturas para evitar qualquer tipo de contratempo futuro.

Vale lembrar que se seu seguro viagem é o responsável pelas despesas médicas, sem precisar que você pague para depois ser reembolsado, é em nome dele que acontecerão todas as cobranças (clique aqui para saber melhor como isso funciona).

Para entender melhor como funciona esse tipo de cobrança, criamos um modelo que mostra do início ao fim o fluxo entre notificação de cobrança e pagamento finalizado.

Recebimento de fatura pelo cliente:
  • O cliente é notificado pelo hospital que tem uma fatura em aberto em seu nome (isto acontece quando o cliente preenche o cadastro no hospital colocando o seu endereço para cobrança).
  • O cliente deve encaminhar para a seguradora o documento recebido para início dos trâmites comunicativos entre a seguradora/cliente/hospital.
  • A seguradora abre uma solicitação para que o hospital aceite a mudança da cobrança. Isto quer dizer que ela passa a ser responsável pelas tratativas (conferência/auditoria/pagamento). Esta parte é a mais demorada, os hospitais tendem a demorar bastante nessa aceitação e troca para o nome da seguradora.
  • Após o recebimento da fatura em nome da seguradora, inicia-se a auditoria das despesas médicas, para saber se os procedimentos adotados têm a devida cobertura contratada e, também, se os valores cobrados estão de acordo com os preços praticados no mercado.
  • Feita a auditoria caso haja conformidade, a seguradora encaminha o pagamento.
  • Se houver discrepâncias, a seguradora solicita ao hospital a averiguação das cobranças.
  • Ao receber a fatura corrigida, a seguradora a encaminha para o pagamento e comunica as partes (cliente e hospital) deste processo feito.
  • O hospital costuma, dentro do prazo de 30 dias após pagamento, atualizar seu banco de dados com a informação de pagamento realizada. Alguns deles costumam disponibilizar em seus portais o acesso ao cliente sobre o status do seu atendimento.

É importante se atentar que estes processos podem demorar até 1 ano para serem totalmente solucionados, fique atento e faça sempre um acompanhamento através dos sites das seguradoras.

Aproveite para assistir um vídeo bem curtinho, feito pelo Seguros Promo, sobre a importância de contratar um seguro viagem:


error: Conteúdo protegido.