Como tirar o visto americano de turismo para brasileiros, o famoso B2, é uma dúvida muito comum entre os brasileiros que pretendem viajar para os Estados Unidos (EUA). Para responder essa pergunta, fiz esse artigo com todas as informações e dicas para ter em mãos esse documento, o que vai desde o preenchimento do formulário do visto até a entrevista no Consulado Americano.

Primeiramente é importante saber que o visto americano de turismo é um dos mais cobiçados do mundo, isso porque, além dos EUA ser um dos países mais visitados no mundo, milhares de pessoas vivem imigrar ilegalmente para esse país, muitas vezes entrando lá como turistas em situação de visto regular.

Seguro viagem para os EUA e Canadá => Como funciona

Planeje sua viagem => Hotéis em promoção nos EUA

Vale lembrar que o visto B2 só vale para quem vai fazer turismo nos EUA. Para os que pretendem estudar, seja lá qual curso for, é necessário um outro tipo de visto, especial para estudos sendo: o F1 para cursos acadêmicos, o M1 para cursos não acadêmicos, como cursos de inglês, e o J1 para intercâmbios de trabalho de curta duração ou pós-graduações.

Todas as informações que estão nesse artigo podem ser encontradas no site da Embaixada Americana.

Índice

  1. Validade do visto americano de turismo
  2. Prazo de permanência para turistas brasileiros no EUA
  3. Posso trabalhar nos EUA com visto americano de turista?
  4. Não compre passagem antes de conseguir o visto
  5. Primeiros passos para tirar o visto americano de turismo
  6. Antes da entrevista no consulado
  7. Documentos para a entrevista
  8. Durante a entrevista no Consulado
  9. A imigração dentro dos EUA
  10. Dentro dos EUA
Ponte Golden Gate Bridge em San Francisco, Estados Unidos.
foto: Joseph Barrientos on Unsplash

Validade do visto americano de turismo

O visto americano de turismo tem validade de no máximo 10 anos, podendo ser facilmente renovado após esse prazo. Em muitos casos o solicitante pode conseguir um visto com validade de 1, 2 ou 5 anos, sendo esse último o mais comum entre todos nos dias de hoje.

De qualquer forma, uma vez com o visto americano aprovado, o turista pode entrar e sair quantas vezes quiser nos EUA, desde que dentro do prazo de validade do visto.

Problemas com seu voo? => Saiba como resolver

Se você teve seu voo atrasado, cancelado ou problemas com bagagem extraviada, o Resolvvi cuida disso pra você. Basta enviar o número do seu voo. Confira.

Prazo de permanência para turistas brasileiros no EUA

Ao passar pelo serviço de imigração americano, o passaporte do turista é carimbado com a data de entrada e a data que ele deve sair dos EUA, sendo esse prazo de permanência de 180 nos EUA, o qual pode até ser menor ou maior, dependendo do agente no serviço de imigração.

Durante a permanência nos EUA, o turista pode pedir a extensão do visto por mais 2 vezes, mas isso é um pouco complicado. Isso porque os funcionários da migração não são ingênuos, uma vez que todos eles sabem o quão difícil um turista conseguir se manter por até 1,5 anos sem trabalho algum em território americano, ainda mais com as diferenças no câmbio entre os EUA e o Brasil. Caso você esteja viajando com um cônjuge ou dependentes, você poderá incluí-los no pedido de extensão do visto.

Para solicitar essa extensão de visto no site do USCIS ( U.S. Citizenship and Immigration Services) , é necessário que a validade do seu visto não esteja expirada, bem como é preciso fazê-lo antes da data final que você foi autorizado a permanecer nos EUA. É recomendado fazer antes de 60 dias, sendo que uma data limite ainda segura é de 45 dias. Caso sua permanência expire e você ainda não tenha feito o pedido de extensão, você será considerado um turista ilegal no país.

Aluguel de carro nos EUA => Carros com até 30% de desconto

Posso trabalhar nos EUA com visto americano de turista?

Essa também é uma dúvida muito comum entre os brasileiros que pretendem viajar para os EUA. A resposta é simples: NÃO.

Ainda que muitos turistas trabalhem nos EUA apenas com o visto B2, isso é uma prática ilegal e pode complicar a vida do turista, caso ele seja pego.

Eu sei que muitos do que trabalham ilegalmente nos EUA acabam não sendo pegos pelas autoridades, mas isso é muito arriscado. Primeiramente porque o funcionário fica nas mãos do patrão e não é raro ouvirmos casos de abuso por parte dos empregadores, que chantageiam seus funcionários ilegais, obrigando-os a trabalharem por salários menores ou em condições precárias.

Caso descoberto, o trabalhador ilegal será submetido a questões legais como prisão, julgamentos e deportação e poderá ter seu visto cancelado ou ficar impedido de entrar nos EUA por um prazo determinado pela justiça americana.

Vai Viajar e precisa de internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Na EasySim4U você pode comprar chip com acesso a internet no exterior e recebê-lo em casa, com conexão 4G garantida em diversos países.

QUERO O MEU CHIP >>

Não compre passagem antes de conseguir o visto

A Embaixada Americana no Brasil recomenda que os solicitantes ao visto americano de turismo não comprem suas passagens antes de conseguir o visto. Isso se deve ao fato de que a pessoa pode não ter o visto aprovado, o que acarretaria em um prejuízo para o solicitante.

No momento do preenchimento do formulário DS-160 bem como durante a entrevista, será necessário informar quando você pretende viajar para os EUA, bem quais os lugares que irá visitar e o motivo da visita. Isso é o suficiente para que seja dado prosseguimento no processo do visto e na entrevista.

Lazer nos EUA => Confira as melhores atrações dos Estados Unidos

Primeiros passos para tirar o visto americano de turismo

Você pode fazer todo o procedimento de solicitação de visto americano sozinho, sem a necessidade de um despachante ou agência de viagem. Claro que a experiência e serviços de profissionais são sempre recomendados, uma vez que eles estão mais do que habituados com essa situação.

De qualquer forma, para fazer todo o procedimento sem a ajuda de terceiros, você vai precisar seguir os passos listados abaixo. 

Todos os solicitantes, sem exceções, inclusive crianças e bebês listados no passaporte dos pais, deverão:

  • Preencher todos os campos do Formulário online DS-160;
  • Pagar a taxa de solicitação de visto;
  • Para viajantes brasileiros, é necessário que o passaporte esteja válido durante o período de permanência. Viajantes de outros países necessitam de passaporte válido por, no mínimo, seis meses para além do período de permanência nos Estados Unidos, a menos que o seu país seja isento desse requerimento. Para encontrar a lista completa de países isentos da lei de seis meses, clique aqui. Se o passaporte estiver danificado, recomendamos que você obtenha um novo antes de solicitar o visto para evitar qualquer atraso no processo; e
  • Fornecer uma foto de acordo com as especificações do Departamento de EUA.

Após completar todos esses passos, você deverá agendar uma entrevista em algum consulado dos EUA no Brasil através do link http://brazil.usvisa-info.com, podendo escolher em qual deles irá fazer a entrevista: Brasília, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre ou São Paulo.

Porém, antes dessa entrevista, você poderá será direcionado para um CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto). O CASV é um centro contratado pelo governo americano para coletar dados biométricos de solicitantes de visto antes do comparecimento à seção consular. No momento do preenchimento do formulário da entrevista, caso seja necessário, você pode escolher em qual CASV irá fazer essa pré-entrevista.

Com isso, talvez seja necessário que você se apresente duas vezes ao serviço de imigração americano, porém, isso tem-se mostrado bastante eficaz, uma vez que o tempo de espera nas enormes filas para entrevistas nos consulados diminuiu bastante.

Antes da entrevista no consulado

Para comparecer à entrevista no consulado americano é preciso que você tenha em mãos:

  • Passaporte válido;
  • Qualquer outro passaporte antigo com visto;
  • Qualquer documento que ache necessário para a sua entrevista. Vou falar mais sobre esses documentos mais abaixo.

É importante que você esteja no consulado americano no horário exato da sua entrevista, já que eles são muito rígidos quanto a isso.

Para quem vai fazer a entrevista em Porto Alegre, é necessário apresentar uma foto seguindo os requerimentos neste link.

Dentro da embaixada, por razões de segurança, você não poderá portar:

  • telefones celulares e outros aparelhos eletrônicos (incluindo, entre outros, smartwatches, dispositivos de monitoramento de atividades, como fitbits, tablets, laptops, e outros dispositivos de gravação).
  • Bolsas (com exceção de uma bolsa pequena ou equivalente), também não são permitidas.
  • Todos os visitantes e itens estão sujeitos a uma vistoria completa. 

Não existem guarda-volumes nos Consulados e caso você precise guardar itens dessa natureza, guarda-volumes particulares que operam fora dos consulados e que podem prestar esse serviço pra você.

Como se trata de objetos pessoais de maior valor, é melhor que você avalie se irá levar esses itens como você no dia da entrevista ou se existe a possibilidade de deixá-los em algum lugar de confiança ou mesmo com uma pessoa de sua confiança do lado de fora do Consulado.

Documentos para a entrevista

Passaporte é um documento obrigatório para tirar o visto americano de turismo.
foto: Agus Dietrich on Unsplash.

Além do passaporte válido e qualquer eventual passaporte antigo com visto que você possa ter, é bom que você leve com você documentos que comprovem um vínculo forte com o Brasil e que possam provar que você retornará.

Como já foi falado acima, não é recomendado que se compre passagens para os EUA antes de ter o visto aceito.

Os documentos recomendados são:

  • Uma carteira de trabalho, declaração de imposto de renda, holerite, certidões de casamento/nascimento, extratos bancários, documentos de veículos, escrituras, declarações escolares, cartas de empregadores e, para donos de negócios ou sócios, declarações de imposto da empresa, uma certificação recente de CNPJ, etc…
  • Passaportes anteriores para você e outras pessoas viajando com você, especialmente se forem seus familiares. Passaportes atuais e anteriores de familiares que não vão viajar com você também podem ser úteis. Se você acha que seu passaporte vencido será retido pela Polícia Federal quando você for renová-lo, é sugerido que você faça uma cópia completa de seu passaporte antigo antes disso e que leve para a entrevista.
  • Quaisquer vistos anteriores para os Estados Unidos em seu passaporte atual ou expirado, especialmente se você estiver renovando o mesmo tipo de visto que ainda esteja válido ou tenha vencido há menos de 12 meses (ex: através dos programas de renovação de visto).
  • Se alguém mais irá pagar por sua viagem, então pode ser importante levar documentos que demonstrem os vínculos da pessoa ou organização fora dos Estados Unidos, além de documentos que ajudem a demonstrar os seus vínculos com o Brasil.

Durante a entrevista no Consulado

É importante saber que o agente que irá te entrevistar está de posse de todas as informações que você preencheu no formulário online DS-160. Sendo assim, é de extrema importância que tudo que você informou no formulário esteja de acordo com suas respostas durante a entrevista.

Como o formulário possui campos para informar os bens que você possui, esteja certo de que esses mesmos bens estejam listados em sua declaração de imposto de renda. A falta de algum deles nessa declaração pode acarretar em uma negativa de visto, já que você estaria “mentindo” sobre sua condição. Dessa forma, fazer uma declaração falsa no formulário de que você possui algum imóvel ou automóvel apenas para mostrar algum vínculo com o Brasil pode ser mais prejudicial do que benéfico caso essa informação não esteja em seu Imposto de Renda.

Fique calmo e só responda o que te perguntarem, nada a mais ou a menos. Dar informações além do necessário pode transparecer algum tipo de nervosismo, o que pode levar o entrevistador a entender que há algo de errado com os motivos pelos quais você pretende visitar os EUA.

Deixar de responder alguma pergunta também pode te prejudicar, portanto esteja ciente de tudo que você pretende fazer nos EUA como a data da viagem, o motivo da viagem, as cidade que você irá visitar e etc. Se estiver indo para alguma ocasião especial como um evento, festa, festival e coisas do gênero, é bom que você também informe, já que essas informações podem estar disponíveis em algum lugar da internet como redes sociais, fóruns e etc.

Recapitulando: não minta para o entrevistador, em hipótese alguma.

Caso seu visto seja negado, não se desespere, você pode aplicar para ele novamente. Tente ver onde você falhou ou quais informações estavam faltando no formulário ou no momento da entrevista e esteja melhor preparado para a próxima tentativa.

E se seu visto for aprovado, parabéns. Seu passaporte será recolhido para que seja confeccionado o visto americano de turismo. Dentro de poucos dias ele será entregue no local que você solicitou durante o preenchimento dos formulários, os quais podem ser o CASV onde você realizou a coleta dos dados biométricos ou então um endereço residencial ou comercial de sua preferência.

A imigração dentro dos EUA

Mapa dos EUA
foto: Chris Lawton on Unsplash

Primeiramente tenha em mãos seu passaporte com o visto americano de turismo. Caso seu passaporte esteja vencido, leve com você esse passaporte, bem como um passaporte novo que esteja dentro da validade. No momento em que for passar pela imigração, apresente os dois passaportes quando for solicitado.

A liberação para sua entrada nos EUA não termina quando você tem o visto aprovado e recebe seu passaporte de volta. Você ainda precisa passar pela imigração americana.

As autoridades do serviço de imigração dos EUA, assim como os entrevistadores nos Consulados, também possuem todos os dados que você informou nos formulário e entrevista. Novamente é bom que você mantenha todos os seus depoimentos fiéis ao que você informou antes.

Não minta e responda apenas o necessário. Tenha em mãos documentos como comprovantes de reservas em hotéis ou serviços de hospedagens como Airbnb. Se for ficar na casa de algum residente dos EUA, tenha uma carta convite do anfitrião, com os contatos do mesmo, afirmando que você ficará hospedado sob a responsabilidade dele.

Tenha também em mãos um bilhete de retorno dos EUA para que você possa comprovar, caso o agente solicite, quando irá terminar sua viagem.

Claro que pode ter acontecido alguma alteração nos seus planos, como data da viagem, cidades que vai visitar, motivos da viagem. Não se preocupe, caso o agente te pergunte isso, informe o que você realmente vai fazer, independente das mudanças de planos. Caso ele te pergunte porque você mudou seus planos, não precisa ficar nervoso, apenas conte a verdade. 

Se o inglês não é o seu forte, tente se comunicar de forma tranquila e peça que o agente fale mais devagar. Não há motivos para desespero ou nervosismo, pois é muito comum os EUA receberem turistas que não dominam o inglês.

Pode acontecer da sua entrada ser negada, o que irá acarretar em uma deportação no próximo vôo disponível para o Brasil. Mas não se preocupe, isso não é comum de acontecer quando segue as regras básicas.

Tendo a sua entrada aprovada, o agente irá carimbar seu passaporte válido (não o que contém o visto, caso este esteja vencido) com a data de entrada, autorizando assim sua entrada e permanência nos EUA. Prossiga até o local de retirada de bagagens e seja bem-vindo aos Estados Unidos. Aproveite sua estadia.

O agente que aprovou sua entrada terá preenchido um formulário chamado de I-94, que funciona como um histórico sobre suas viagens aos EUA. Nele ficam registradas suas entradas e saídas no país. Você pode acessá-lo quando quiser através do deste link.

Dentro dos EUA

O único documento válido para turistas nos EUA é o passaporte com o visto, o que torna necessário que você esteja sempre de posse do mesmo. Caso seu visto esteja em um passaporte vencido e o carimbo da imigração esteja no passaporte válido, esteja sempre com os dois em mãos. É meio chatinho mas é a única forma de você não ter dor de cabeça caso alguma autoridade peça seu passaporte.

error: Conteúdo protegido.